Produtos /Aeradores

Aeradores Chafariz

Os aeradores chafariz Fluxoar-FA melhoram a oxigenação do meio líquido a partir da criação de uma ampla área de contato da água com o ar atmosférico. A melhor oxigenação da lagoa de criação reduz os valores de DBO (Demanda Bioquímica de Oxigênio) e DQO (Demanda Química de Oxigênio), enquanto que a agitação provocada no meio líquido auxilia a difusão de subprodutos como amônia, nitrito e gás carbônico, gerados naturalmente por sistemas de cultivo de peixes e outros animais aquáticos.

Aeradores

Os aeradores chafariz Fluxoar-FA são de fluxo ascendente e apresentam como diferencial em relação aos aeradores chafariz convencionais a captação da água em um nível um pouco mais profundo (entorno de 50 cm abaixo da superfície), promovendo melhor homogeneização da temperatura da água da lagoa e consequentemente a redução da diferença de temperatura entre a água de superfície e a água de fundo. Esse processo traz maior conforto aos peixes e outros animais aquáticos, estimulando sua movimentação e metabolismo.

Ao contrário dos mamíferos e das aves, os peixes não regulam a sua temperatura corporal, ou seja, ela varia de acordo com a temperatura da água. No Brasil, espécies originárias da região Norte, como o tambaqui, possuem uma faixa de temperatura ideal da água (zona de conforto) de 25 a 34°C. Espécies como o pacu, provenientes do Pantanal e do Mato Grosso do Sul, apresentam uma zona de conforto térmico entre 24 e 30°C. No cultivo de tilápias, recomendam-se temperaturas entre 28 e 32°C.

Aeradores

Como se percebe, os peixes de países tropicais de maneira geral se alimentam mais e melhor em águas mais mornas, mantendo-se mais saudáveis nestas condições. A utilização de técnicas adequadas de manejo associadas a aeradores GRABE poderá aumentar consideravelmente a taxa de conversão alimentar e a qualidade de vida dos animais aquáticos de sua criação, resultando em maior produtividade e lucratividade.

Como funciona:

O funcionamento dos aeradores chafariz Fluxoar-FA baseia-se no bombeamento do líquido em fluxo ascendente e em formato de leque circular de fina espessura e grande dimensão. Essa configuração gera uma infinidade de gotas, que por sua vez aumentam a superfície de contato da água com o ar atmosférico, promovendo a oxigenação da lagoa de criação.

Características técnicas:

  • • Excelente capacidade de aeração (de 1.900 a 3.800 m²)
  • • Versões com leque de aproximadamente 9 m de diâmetro x 1,5 m de altura ou 5 m de diâmetro x 1,0 m de altura.
  • • Leque estreito e sem falhas, permitindo grande contato entre o meio líquido e o ar atmosférico.
  • • Principais componentes fabricados em materiais que não enferrujam (alumínio, polietileno com aditivação anti-UV e aço inoxidável).
  • • Motor elétrico 0,75 ou 1,5 cv submerso IP-68 (à prova d'água) de operação silenciosa.
  • • Dois olhais de amarração na lateral do flutuador e crivo para prevenir a entrada de sólidos.
  • • Incluso no fornecimento 13 m de cabo elétrico PP (duplo isolamento) e caixa de passagem vedada para prolongamento do cabo.
  • • Possível utilização como bomba de drenagem, instalando-se uma conexão mangueira Ø3".
  • • Baixo consumo de energia elétrica.
  • • Fácil instalação.
  • • Tensão de alimentação: 220 V - monofásica/bifásica
  • • Potências: 550 ou 1.100 W

Aplicações:

  • • Criação de peixes (tambaquis, pacus, tilápias, carpas, pintados, alevinos), etc.
  • • Criação de crustáceos (camarões), etc.

Formas de instalação:

Aeradores

Importante:

  • • Deverá ser prevista a fixação do flutuador do equipamento por cabos estendidos até a borda do tanque ou lagoa de criação.