Produtos /Bombas Centrífugas

Bombas centrífugas - Seloflux

As bombas centrífugas Seloflux foram desenvolvidas visando aplicações não atendidas por bombas centrífugas convencionais, como o bombeamento de produtos químicos e industriais agressivos e/ou abrasivos de baixa viscosidade. As bombas centrífugas Seloflux são do tipo monobloco com vedação por selo mecânico simples (SELOFLUX-S) ou selo mecânico duplo (SELOFLUX-D).

Bomba Centrífuga

Selo mecânico simples (refrigeração pelo próprio líquido bombeado):

O selo mecânico simples é montado de forma convencional no interior da bomba, na região posterior ao rotor de bombeamento. Esse projeto construtivo mantém o selo em contato constante com o líquido bombeado, permitindo que ocorra a sua refrigeração e lubrificação das faces de vedação. O selo mecânico simples é indicado para líquidos isentos de sólidos e que não cristalizam sobre as faces de vedação do selo, como soluções levemente ácidas ou alcalinas em geral.

Selo mecânico duplo (refrigeração por água limpa de fonte externa):

O selo mecânico duplo é montado em uma câmara de refrigeração isolada da voluta de bombeamento. Esse projeto construtivo mantém os selos com quase todas as partes isentas de contato com o líquido bombeado, permitindo a utilização de produtos altamente agressivos e corrosivos, além de evitar totalmente a emanação de odores para o ambiente onde está instalada a bomba. A água de refrigeração da selagem, proveniente da bomba, pode ser armazenada para reuso. O selo mecânico duplo é indicado para ácidos de alta agressividade, como ácido sulfúrico 98% e ácido clorídrico 33%, soluções amoniacais, etc.

Características técnicas:

  • • Vazões máximas de 50 m³/h.
  • • Contra-pressões máximas de 70 m.c.l.
  • • Posição de montagem horizontal.
  • • Velocidade máxima na linha de sucção de 2 m/s.
  • • Disponíveis em materiais plásticos (polipropileno, polietileno ou Teflon®) com eixos em aço inoxidável (excelente resistência contra corrosão), opcionalmente revestidos (mediante solicitação).
  • • Selagem mecânica simples (refrigeração pelo próprio líquido bombeado) ou mecânica dupla (refrigeração por água limpa de fonte externa).

Aplicações:

  • • Bombeamento de produtos químicos em geral de baixa viscosidade (soda cáustica, sulfatos, cloretos, hipoclorito de sódio, leite de cal, água desmineralizada, etc.)
  • • Bombeamento de produtos corrosivos e/ou abrasivos (banhos galvânicos, ácido sulfúrico, ácido clorídrico, etc.)
  • • Bombeamento de produtos voláteis (amônia, combustíveis, solventes, etc.)
  • • Processos de recirculação (torres de resfriamento, lavadores de gases, banhos galvânicos, etc.)
  • • Esgotamento de caixas de coleta de águas servidas (sump)
  • • Esvaziamento de diques de contenção

Formas de instalação:

Bomba Centrífuga

Bomba instalada com desligamento automatizado por sensor de nível e partida pelo operador: Instalar a bomba de forma que o rotor fique afogado (carcaça cheia de líquido) no momento da partida. Essa configuração permite o acionamento da bomba pelo operador e o desligamento automático antes do término de líquido no reservatório, de forma a evitar a operação contínua a seco (não admissível).

Bomba Centrífuga

Bomba instalada com acionamento e desligamento automatizados por sensores de nível: Instalar a bomba de forma que o rotor fique afogado (carcaça cheia de líquido) no momento da partida. Essa configuração permite que a bomba opere automaticamente, sendo acionada quando o tanque atingir seu nível máximo, de forma a garantir o rotor escorvado na partida, e desligada antes do término de líquido no reservatório, de forma a evitar a operação contínua a seco (não admissível).

Bomba Centrífuga

Bomba instalada na parte intermediária do reservatório com acionamento e desligamento automatizados por sensores de nível: Instalar a bomba de forma que o rotor fique afogado (carcaça cheia de líquido) no momento da partida e o tubo de sucção na parte intermediária do reservatório. Essa configuração permite que a bomba opere automaticamente, sendo acionada quando o tanque atingir seu nível máximo, de forma a garantir o rotor escorvado na partida, e desligada antes do término de líquido no reservatório, de forma a evitar a operação contínua a seco (não admissível).

Bomba Centrífuga

Bomba instalada na condição aspirante (sucção negativa) com acionamento e desligamento automatizados por sensores de nível: A tubulação de sucção deverá apresentar uma válvula de pé na extremidade para que no momento da partida a bomba e a tubulação estejam escorvadas. Recomenda-se uma tomada de líquido nesta tubulação para tornar fácil o escorvamento após longas paradas ou sempre que necessário ao operador. Esse sistema não funciona se o ponto de descarga estiver abaixo do nível do reservatório de sucção, ocorrendo sifonamento (escoamento aleatório do líquido pela ação da gravidade). Para o correto funcionamento da bomba nessa condição, considerar velociade máxima na linha de sucção de 2 m/s.

Bomba Centrífuga

Bomba instalada em condição afogada para processo de recirculação (nível constante do reservatório): Instalar a bomba de forma que o rotor fique permanentemente afogado, dispensando escorva ou manuseio de válvulas para a partida.