Produtos

Bombas Dosadoras

As bombas dosadoras GRABE são bombas dosadoras de diafragma indicadas para a dosagem e bombeamento de produtos químicos e industriais em processos onde se deseja estabilidade de vazão ao longo do tempo. As bombas dosadoras podem operar com substâncias de baixa à média viscosidade, inclusive agressivas e/ou corrosivas, com ótimas condições de repetibilidade (mínimas variações de vazão). A GRABE é um dos maiores fabricantes de bombas dosadoras de diafragma, com bombas dosadoras plásticas e bombas dosadoras metálicas com opções de acionamento por motor elétrico (mecânicas) ou bobina eletromagnética (eletrônicas). Fornecemos também sistemas de dosagem e mistura completos, compostos por bombas dosadoras de diafragma, tanques de polipropileno e agitadores GRABE. A GRABE visa sempre garantir a melhor solução em bomba dosadora para cada aplicação e compatibilidade de produto.

Bombas Dosadoras

Bombas Dosadoras - DDR

As bombas dosadoras DDR são dosadoras de diafragma de deslocamento positivo de construção compacta e baixos índices de manutenção. Estão disponíveis em materiais plásticos (polipropileno, polietileno ou Teflon®) e metálicos (aço inoxidável ou alumínio), versões com 1 até 6 cabeçotes de bombeamento, vazões máximas entre 55 e 580 l/h por cabeçote e pressões de descarga máximas entre 4 e 7 kgf/cm². A bomba dosadora DDR oferece ajuste de vazão manual independente para cada cabeçote, ou opcionalmente, automação do ajuste de vazão por sinais remotos de 4-20 mA ou 0-10 V (mediante solicitação).

Aplicações para bombas dosadoras DDR:

  • • Dosagem de produtos químicos diversos, inclusive agressivos e/ou corrosivos (soda cáustica, ácido clorídrico, ácido sulfúrico, leite de cal, cloreto férrico, sulfato de alumínio, etc.)
  • • Dosagem de substâncias de baixa à média viscosidade
  • • Dosagem de fertilizantes (fertirrigação), nutrientes (hidroponia), etc.
  • • Reposição de químicos em banhos de galvanização
  • • ETE – Estações de tratamento de esgoto ou efluentes
  • • ETA – Estações de tratamento de água (coagulação, controle de pH, desinfecção, fluoretação, etc.)
Saiba Mais Solicitar Orçamento
Bombas Dosadoras

Bombas Dosadoras - DSP

As bombas dosadoras DSP também são dosadoras de diafragma de deslocamento positivo, porém com maior capacidade de dosagem e bombeamento em relação às bombas dosadoras DDR. Estão disponíveis em materiais plásticos (polipropileno, polietileno ou Teflon®) e metálicos (aço inoxidável ou alumínio), versões com 1 ou 2 cabeçotes de bombeamento, vazões máximas entre 1.350 e 2.200 l/h por cabeçote e pressões de descarga máximas entre 3 e 4 kgf/cm².

A bomba dosadora DSP oferece ajuste de vazão manual independente para cada cabeçote, ou opcionalmente, automação do ajuste de vazão por sinais remotos de 4-20 mA ou 0-10 V (mediante solicitação). A bomba dosadora DSP apresenta como diferencial construtivo o efeito de sucção positiva (não possui mola de retorno do diafragma), o que garante ótima repetibilidade de dosagem independentemente de variações de viscosidade ou pressão de sucção do produto bombeado.

Aplicações para bombas dosadoras DSP:

  • • Dosagem de alta capacidade (vazões máximas entre 1.350 e 2.200 l/h por cabeçote)
  • • Dosagem de produtos químicos diversos, inclusive agressivos e/ou corrosivos (soda cáustica, ácido clorídrico, ácido sulfúrico, leite de cal, cloreto férrico, sulfato de alumínio, etc.)
  • • Dosagem de substâncias de baixa à média viscosidade
  • • Dosagem de fertilizantes (fertirrigação), nutrientes (hidroponia), etc.
  • • Reposição de químicos em banhos de galvanização
  • • ETE – Estações de tratamento de esgoto ou efluentes
  • • ETA – Estações de tratamento de água (coagulação, controle de pH, desinfecção, fluoretação, etc.)
Saiba Mais Solicitar Orçamento
Bombas Dosadoras

Bombas Dosadoras - Diadoble

As bombas dosadoras Diadoble são dosadoras de diafragma de deslocamento positivo, porém com maior capacidade de dosagem e bombeamento em relação às bombas dosadoras DSP. Estão disponíveis em materiais plásticos (polipropileno, polietileno ou Teflon®) e metálicos (aço inoxidável ou alumínio), versões com 2 cabeçotes de bombeamento, vazões fixas entre 1.450 e 10.000 l/h e pressões de descarga máximas entre 3,0 e 4,0 kgf/cm².

Para situações em que se deseja variação de vazão, utilizam-se inversores de frequência, atuantes sobre as rotações do motor elétrico e consequentemente a vazão da bomba dosadora. A bomba dosadora Diadoble pode ser utilizada como bomba de transferência (bomba autoaspirante acionada por motor elétrico ou à combustão) quando não existe a disponibilidade de ar comprimido para o uso de bombas pneumáticas.

Aplicações para bombas dosadoras Diadoble:

  • • Bombeamento e dosagem de altíssima capacidade (vazões máximas entre 1.850 e 10.000 l/h)
  • • Alternativa quando não existe disponibilidade de ar comprimido para o uso de bombas pneumáticas
  • • Bombeamento visando transferência de produtos medianamente viscosos e/ou abrasivos
  • • Dosagem de produtos químicos diversos, inclusive agressivos e/ou corrosivos (soda cáustica, ácido clorídrico, ácido sulfúrico, leite de cal, cloreto férrico, sulfato de alumínio, etc.)
  • • Dosagem de fertilizantes (fertirrigação), nutrientes (hidroponia), etc.
  • • Reposição de químicos em banhos de galvanização
  • • ETE – Estações de tratamento de esgoto ou efluentes
  • • ETA – Estações de tratamento de água (coagulação, controle de pH, desinfecção, fluoretação, etc.)
Saiba Mais Solicitar Orçamento
Bombas Dosadoras

Bombas Dosadoras - Eletrônicas

As bombas dosadoras eletrônicas se diferenciam das demais por oferecerem alta precisão na dosagem e bombeamento de produtos e grande versatilidade quanto à automação e opções construtivas. Estão disponíveis em material plástico (PVDF - Kynar®), versões com 1 cabeçote de bombeamento, vazões máximas entre 0,1 e 110 l/h e pressões de descarga máximas entre 0,1 e 20 kgf/cm² (depende do modelo).

A bomba dosadora eletrônica apresenta acionamento eletromagnético (possui solenoide no lugar de motor elétrico), com grau de proteção IP-65 (contra agressões do ambiente), e regulagem de vazão manual ou automatizada, inclusive com sistemas microprocessados de controle incorporados na própria bomba dosadora eletrônica, visando medição e controle de pH, condutividade, potencial redox (fator de oxirredução), etc.

Aplicações para bombas dosadoras eletrônicas:

  • • Dosagem de alta precisão
  • • Versatilidade quanto à automação
  • • Dosagem de produtos químicos diversos, inclusive agressivos e/ou corrosivos (soda cáustica, ácido clorídrico, ácido sulfúrico, leite de cal, cloreto férrico, sulfato de alumínio, etc.)
  • • Dosagem de substâncias de baixa à média viscosidade
  • • Dosagem de fertilizantes (fertirrigação), nutrientes (hidroponia), etc.
  • • Reposição de químicos em banhos de galvanização
  • • ETE – Estações de tratamento de esgoto ou efluentes
  • • ETA – Estações de tratamento de água (coagulação, controle de pH, desinfecção, fluoretação, etc.)
Saiba Mais Solicitar Orçamento